quarta-feira, 25 de julho de 2018

Tráfico humano: crianças e adolescentes são levadas da Paraíba

Crianças e adolescentes do sexo feminino, que residiam principalmente no interior, são os principais alvos do tráfico de pessoas na Paraíba. A informação é do Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas (CETDP), que apura denúncias de pessoas levadas nessas condições para a região litorânea da Paraíba, outros estados e também para o exterior.
Embora não tenha repassado o número de denúncias, recebidas por do Disque 123, a coordenadora do CETDP, Vanessa Araújo, informou que o principal objetivo do tráfico de pessoas na Paraíba é a exploração sexual das vítimas. Conforme as apurações do Comitê, a região do Brejo tem sido a rota principal dos traficantes.
“Temos denúncias de meninas que foram traficadas para outras regiões do estado, em estados vizinhos e também para o exterior. Muitas vezes, o crime não é notificado como tráfico, mas como exploração sexual. Porém, esse último crime é, geralmente, a finalidade do tráfico humano”, explicou Vanessa Araújo.
Ela adiantou ainda que o Comitê também recebeu denúncia de tráfico de pessoas para fins de exploração do trabalho escravo, como um caso que aconteceu em 2017, quando um grupo de trabalhadores de Campina Grande foi recrutado para trabalhar na obra de um shopping, no Pará. “Recebemos denúncias desse tipo e também de pessoas que simplesmente desapareceram, como o caso de uma mulher que foi traficada para o exterior e a família não conseguiu mais contato. Estamos apurando esse caso e também as denúncias para articular a rede de enfrentamento a esse crime”, complementou.
Portal do Litoral