segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Com 33 homicídios, RN registra o fim de semana mais violento do ano

Reprodução
O Rio Grande do Norte registrou, entre os dias 27 e 29 de janeiro, o fim de semana mais violento do ano. Ao todo, foram assassinadas 33 pessoas nas últimas 72 horas em todo o estado, segundo dados do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (Óbvio), Grupo de Pesquisa da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). A média foi de uma morte a cada a cada três horas e quarenta minutos.
O último assassinato registrado foi a de Itagibá Maciel de Medeiros, sargento da reserva da polícia militar, que foi morto a tiros no início da manhã desta segunda-feira, 29, em Extremoz, cidade da Grande Natal. Até o momento, ninguém foi preso.
De acordo com informações da Polícia Militar, o policial foi vítima de uma emboscada. Com este caso, sobe para quatro o número de agentes de segurança mortos, em 2018, em todo o Rio Grande do Norte.
Em outro caso de violência do fim de semana, na madrugada do sábado, 27, na Praia da Redinha, na região norte de Natal, três pessoas foram assassinadas dentro de uma casa. Um mulher e dois homens foram mortos com tiros na cabeça. Não há informações sobre os autores deste crime.
Ainda de acordo com o Óbvio, com os números deste fim de semana, o RN já soma 190 assassinatos em janeiro. O número supera o registrado nos primeiros 29 dias de janeiro de 2017, quando se contabilizou 184 assassinato.

Por Jalmir Oliveira – Agora RN