quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

ANIVERSARIANTE DO DIA


A professora pedagoga, Edjane Arcanjo dos Santos parabeniza seu pai, Edson Batista dos Santos, por essa data tão importante para a família dela, quando ele (seu pai) está completando 56 anos. Aproveitou o momento para descrever a baixo uma lista de dez importantes ações culturais e outras contribuições que Edson Batista dos Santos realizou na cidade de Japi sem citar a atuação dele: na política, na educação e na religião.                     

Disse ela: “Depois que analisei concretamente as boas ações criativas e inovadoras de meu pai cheguei à conclusão de que ele é mais um dos artistas multiprofissionais e criativos de nossa cidade, assim como foram: João Confessor, Pedro Horácio e Leôncio Miguel. Até hoje, meu pai também aprendeu e desenvolveu um pouco de diferentes atividades, as quais contribuíram para o  desenvolvimento cultural de nossa gente e de nossa história. Isso me conduziu a uma reflexão do que ele representa para mim. Aqui irei relatar abaixo, algumas de suas ações”:                
1º- Na música, veja a sua atuação: Aos doze anos de idade aprendeu a tocar violão e aos quinze já era considerado pelos japienses o maior violonista de Japi, até aqueles dias (1978). Ele era de fato tendente à música. A saber, quando ele tinha quinze anos organizou uma pequena banda que tocava todas as noites na área da casa de sua mãe. Veja os nomes dos componentes dessa banda: Edson Batista, João Pedra, Milton de Zé Damião, Julinho Paulino, Camba de Zé do Brejo, Chico Palitô e Waldemilson, irmão de Abdias pai de Santana, os quais eram filhos de João Joaquim. O nome dessa banda era “Os assentados”.
  
Quando adolescente tocou em banda de circo. A saber, de Zé da Lapa. Isso, por volta de 1979. No ano de 1980 ele ajudou na formação da banda japiense,“Luar do Sertão”. Vale salientar, que essa banda tinha sua sede aqui. E, na época que ele tocava nessa banda participou de shows em várias cidades do Rio Grande do Norte, juntamente com o proprietário da banda, Cleiton Luiz Fernandes Tavares (Cleiton de Paula).
Ainda na década de 1980 ele fez parte de outras bandas musicais. Veja os nomes delas: Scorpions e Notáveis e quiseram levá-lo para tocar na banda Xodó. Foi ele quem ajudou ao cantor Edinaldo dos Santos (Valdo de Manoel de Gringo) e Dinda seu irmão a entrarem no mundo da música e orientou o cantor Cleiton de Paula. Com esses três artistas, Edson tocou muitas festas. O professor Edson também inspirou e ajudou a outros jovens a tocar violão em Japi e, muitos dos que hoje tocam foram incentivados ou espelhados nele para esse fim (tocar violão).
Como músico Chegou a tocar para alguns artistas em circos. A saber: Gillird e Evaldo Freire, isso ocorreu na década de 1977, quando estava iniciando sua vida artística. Em Japi participou por várias vezes com músicos da segunda geração de seresteiros como: José Tavares, Dinda de seu Virgílio, Arnaldo Sousa Pinto e João Pedra.
Vale salientar, que além de tocar e entender muito bem de violão, Edson toca: contrabaixo e um pouco de bateria, cavaquinho, teclado, fez vocal, cantou e dirigiu algumas bandas, é professor de música, tem um ouvido muito aguçado para notas musicais e ainda toca instrumentos de marcial;




Fonte: Foto do acervo do autor (Edson tocando no carnaval de 1984 no clube de Santa Cruz-RN, na banda Scorpions de Santa Cruz).

 
2º- Além de músico, eu pai atuou como professor da rede estadual, de ensino, desde 1981 até outubro de 2017 quando se aposentou. A saber: em 2005 foi graduado em Língua Portuguesa (curso de letra) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um curso de especialização e capacitação em Língua Espanhola pela Universidade Potiguar (UnP);
3º- A partir de 1996 foi incentivado pelos jovens da cidade a se candidatar a vereador, e devido o seu trabalho que executava com a juventude ganhou pela primeira vez, na eleição da referida data. Na política exerceu o cargo de vereador por três vezes, nos períodos de 1º de janeiro de 1997 a 2012. Em 2010 foi eleito presidente da Câmara Municipal de Japi, em 2012 foi candidato a vice-prefeito na chapa com Jodoval Ferreira de Pontes, todavia, por esse motivo, em 2012 não foi candidato a vereador, porém, apoiou sua esposa, a qual foi eleita neste pleito eleitoral e em seguida, 2013 ela ganhou também a presidência da Câmara, quando foi escolhida dentre os colegas vereadores para dirigir a mesa diretora daquela Iglesias casa legislativa;
 4º- Meu pai também contribuiu para o desenvolvimento do nosso município nos diversos setores culturais. A saber: foi o primeiro filmador de eventos com câmera da cidade. Nessa atividade ele filmava: Passeios, aniversários, casamentos, desfiles, sepultamentos e eventos históricos. Para confirmar isso, ele tem um arquivo histórico e cultural para provar esses fatos que acontecera na cidade;
5º- Inovou e estruturou o desfile do dia sete de setembro, a partir do ano 1999 fato esse, já citado em capítulos anteriores neste blog;
Resultado de imagem para EDSON JAPI
6º- Foi nos anos de 1994 a 1996 que ele introduziu na cidade muitos dos eventos que hoje são apresentados à população no dia da Emancipação Política, gravados em fitas cassete. Vale dizer, que antes dessas datas, esse dia não era comemorado nas ruas de Jap. Não havia nenhum evento;
- Organizou em 1990 a festa de concluintes da cidade, que é considerada por muitos até o dia de hoje como a maior de todos os tempos, quando trouxe para tocar nessa festa a banda Grafite;
8º- Foi o idealizador e precursor das primeiras viagens com os alunos a capital, quando filmava e contribuía com parte de sua economia para ajudar a pagar o transporte, isso, nas décadas de 1980 a 1990. Essas viagens tinham os objetivos de aprender a história do nosso estado e curtir um dia na praia e de lazer.


9º- participou ativamente juntamente com a professora Ivonete Félix, da composição da melodia (música) do hino do município em 1997;
10º- Agora acabou de publicar o livro que você vai ler cujo recebeu o nome de: JAPI TERRA QUERIDA em fatos e fotos. Uma obra pioneira que irá esclarecer detalhadamente a origem da cidade, formação e a constituição do povo Japiense. Segundo meu pai e a Editora CJA Ltda-ME, este livro poderá ser lançado de 06/01/2018 a 13/01/2018. Obrigado por tudo pai!!! Que o Deus Criador te dê muitos anos de vida, paz, amor e alegria em Cristo Jesus. Feliz Natal a todos.

Ejane Arcanjo dos Santos.