sexta-feira, 16 de junho de 2017

Wilma de Faria: uma “GUERREIRA” que quebrou paradigmas

wilma_sorri_1_jpgFaleceu, vítima de um câncer no estômago, a ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria, que atualmente exercia o mandato de vereadora de Natal.
Em sua trajetória, “A GUERREIRA”, como ficou conhecida, quebrou paradigmas. Foi a primeira deputada federal do Rio Grande do Norte, participando da elaboração da Constituição de 1988. Em seguida, foi a primeira prefeita de Natal, cidade que administrou por dois mandatos e meio.
Em 2002, veio o maior desafio da sua carreira política. Mesmo sem apoio das principais lideranças políticas e sem estrutura, ela renunciou à Prefeitura para disputar o Governo do Estado. Iniciou no terceiro lugar nas pesquisas e terminou a eleição se tornando primeira mulher a governar o Rio Grande do Norte.
Já no governo, Wilma fez o PSB, legenda que comandava, se tornar o maior partido do Estado. Em 2006, veio um novo desafio: disputar a reeleição contra o maior líder popular do RN, o senador Garibaldi Filho (PMDB). A então governadora começou a campanha com 23% de desvantagem nas pesquisas. Conseguiu ultrapassar o adversário ainda no primeiro turno, consagrando a vitória na segunda etapa eleitoral.
Após chegar ao ápice da carreira, Wilma deu uma grande lição de humildade em 2012, quando aceitou ser vice do prefeito Carlos Eduardo (PDT) na disputa pela prefeitura de Natal. Em 2016, foi eleita vereadora da capital pelo PTdoB, último cargo que ela ocupou.
Com uma trajetória que marcou a história do RN, deixa uma legião de admiradores enlutados. Vá em paz, GUERREIRA!

Robson Pires