terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Falou o nome errado na hora do sexo? A ciência pode explicar !

casal-cama-amor-briga-estresse-crise-relacionamento-casamento-sexo-1386688552829_300x300Chamou a Mariana de Laura na cama? O Ricardo de Felipe? Pois saiba que esse problema é mais comum do que muita gente imagina. O psicólogo Jim Pfaus, professor da Universidade Concordia, no Canadá, e colunista do site “The Scientist”, tranquiliza os “confusos” e afirma que tudo não passa de uma reação do cérebro aos momentos mais quentes.
Em entrevista ao site “Vice” norte-americano, o especialista em cognição durante o sexo afirma que a cabeça está condicionada a resgatar informações de situações semelhantes. “Quando você está em euforia, você invoca outras coisas que aconteceram em situações semelhantes no passado”, afirma.
O doutor vê um lado bom no erro.  Para ele, o gesto de “chamar” uma pessoa que provocou boas sensações e intimidade antes mostra que o parceiro atual é associado com impressões positivas.
Se nem com essa explicação científica a outra parte perdoar a troca de nomes na hora “H”, o especialista dá a dica: “Pare o que está fazendo, converse e descubra uma maneira de conseguir um final feliz”, afirma