quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Crise econômica afeta poupança e planejamento financeiro das famílias

Mesmo a mesada sendo um recurso tão importante para a educação financeira infantil, não são todas as famílias que aplicam a ideia em casa. Segundo pesquisa do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC Boa Vista) divulgada ontem, apenas dois em cada 10 pais aderem ao método. O número veio abaixo do esperado pelo economista da instituição Flávio Calife. “É reflexo de uma redução do próprio orçamento familiar”, argumentou.
A crise econômica trouxe impactos relevantes à forma como os pais estão lidando com o dinheiro destinado ao planejamento financeiro dos filhos. Apesar de 63% buscarem estimular a educação financeira na infância, 42% têm o hábito de poupar recursos para os filhos — número inferior ao observado na pesquisa anterior, em 2015. No ano passado, 45% dos responsáveis afirmavam reservar dinheiro para o futuro das crianças. Entre as pessoas consultadas, 60% afirmam que utilizariam parte dos recursos aplicados em uma eventual emergência financeira. Desses, 56% usariam todo o dinheiro investido.