segunda-feira, 24 de outubro de 2016

2.442 prefeitos vão assumir municípios no vermelho

Número equivale a 77,4% das 3.155 cidades que informaram o Tesouro Nacional
Do Estadão.
Pelo menos 2.442 municípios gastam mais do que arrecadam, ou seja, são deficitários, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios. Esse número representa 77,4% das 3.155 cidades que prestaram informações ao Tesouro Nacional.
A declaração não é obrigatória, mas representa o retrato mais amplo disponível sobre as finanças das prefeituras – 5.570, no total. O quadro deve piorar até o fim do ano, com a contínua queda da arrecadação, deixando a bomba fiscal para os novos prefeitos.
Ao contrário dos governadores, que têm alardeado a crise em seus cofres para tentar obter dinheiro do governo federal, as prefeituras empurraram os problemas para debaixo do tapete na campanha eleitoral. Nos últimos dias, às vésperas do fim do prazo de emendas ao Orçamento da União, os futuros prefeitos fizeram uma romaria no Congresso em busca de dinheiro.
Crise afeta de saúde a merenda
Greves de servidores e prestadores de serviços por falta de pagamento já paralisam serviços essenciais como saúde, coleta de lixo e até o preparo da merenda escolar em pelo menos sete prefeituras paulistas.