segunda-feira, 5 de setembro de 2016

No Rio, protesto contra Temer pede nova eleição para a Presidência da República

Manifestantes foram às ruas hoje (4) no Rio de Janeiro, para protestar contra o governo do presidente Michel Temer. Um grupo entre 7 mil e 10 mil pessoas, segundo os organizadores, caminhou do Hotel Copacabana Palace até o Canecão – tradicional casa de shows –, na zona sul carioca. A Polícia Militar não estimou o número de manifestantes. A menos de uma semana do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, cartazes e palavras de ordem pediram a saída do governo e novas eleições para a Presidência da República.
Os manifestantes se concentraram desde às 10h em frente ao hotel, antes de sair em caminhada, acusando que houve “golpe” no processo que tirou Dilma do Palácio do Planalto. Aos gritos de “Diretas Já” e jograis como “Eu já falei, vou repetir, é o povo quem tem de decidir” ou “Diretas já, o povo quer votar” chegaram até a casa de show, ocupada pelo grupo Ocupa Minc. Este grupo surgiu quando o Ministério da Cultura foi extinto, no Palácio Capanema, sede do órgão no Rio, e permanece mobilizando a classe artística contra o governo de Temer.