terça-feira, 2 de agosto de 2016

Japiense está entre as sete cientistas vencedoras de 2016

Elisama VieiraQUÍMICA: A professora Elisama Vieira Santos, da UFRN, atua em um projeto, em parceria com a Universidad de Castilla La Mancha (Espanha), que teve como objetivo inicial tratar solos contaminados com pesticidas e metais pesados empregando tecnologia eletroquímica. “Este prêmio contribui para a inserção feminina no desenvolvimento da pesquisa em diversas áreas de atuação, sendo um estímulo a continuarmos atuando no cenário científico”, aponta a pesquisadora.
Elisama é filha do casal Antônio Nicolau e Leninha.



“As sete cientistas eleitas foram destaque entre mais de 400 inscritas e vão receber bolsas de R$ 50 mil para auxiliar na continuidade das pesquisas”

Rio de Janeiro, 01 de agosto de 2016 – A L’Oréal Brasil anuncia as sete vencedoras da 11ª edição do prêmio “Para Mulheres na Ciência”, programa brasileiro voltado às mulheres cientistas, realizado em parceria com a UNESCO no Brasil e com a Academia Brasileira de Ciências (ABC).
As jovens vencedoras vêm de diferentes partes do Brasil. As pesquisas realizadas por elas oferecem novas soluções a questões vitais da humanidade e se concentram nas áreas de Ciências da Saúde, Química, Física e Matemática. Os temas das pesquisas vão desde os efeitos das mudanças climáticas nos riscos de extinção até um estudo para desenvolver analgésicos que combatam a causa das dores de cabeça e nas extremidades.
São três as vencedoras da região Sul: a física Ana Chies Santos, a matemática Adriana Neumann de Oliveira, ambas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e Gabriela Trevisan, da Universidade Federal de Santa Maria. As paulistas Claudia Kimie Suemoto e Denise Morais da Fonseca, ambas da Universidade de São Paulo, representam a região Sudeste. O Norte está representado pela bióloga Fernanda de Pinho Werneck, do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia, e o Nordeste pela professora de Química Elisama Vieira Santos, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
“O prêmio tem uma importância social, pois mostra que nós mulheres também estamos contribuindo para o avanço do conhecimento e, assim, talvez mais mulheres se sintam encorajadas a fazer Ciência.”, afirma uma das vencedoras, a matemática Adriana Neumann de Oliveira.
Cada uma das sete cientistas receberá uma bolsa-auxílio no valor de R$ 50 mil para dar prosseguimento em suas pesquisas. A cerimônia de premiação acontece no dia 20 de outubro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.
Saiba mais sobre o programa:

Fonte:http://www.paramulheresnaciencia.com.br/2422-2/