sexta-feira, 1 de julho de 2016

Consagrada em premiação, nova estrela do pornô brasileiro foi professora de inglês

patricia-kimberly2Na última terça-feira, em São Paulo, estrelas do cinema pornô nacional se reuniram na entrega do 3º Prêmio Sexy Hot, que elege os melhores do ano em diversas categorias. Uma delas deixou a noite consagrada, com quatro troféus nas mãos. Foi Patricia Kimberly, paulista de 32 anos, que há dez trabalha como atriz pornô. Ela é a personagem (é assim que é chamado o nome artístico no ramo pornô) de Gisele Barbosa, uma ex-professora de inglês e ex-aluna do curso de Tradução e Intérprete numa faculdade de São Paulo.
Consagrada na premiação, Patricia está no elenco do filme escolhido como o Melhor Hétero do Ano e foi premiada por três cenas que envolvem fetiche, sua especialidade. A loira conversou com o EXTRA e falou da vida de atriz pornô.
Como você começou a carreira?
Comecei como atriz pornô há dez anos. Eu queria ser famosa, sair em capa de revista, esse universo já me fascinava. Ai recebi um convite para participar como atriz em um filme, gostei e não parei mais. Hoje sou famosa nessa indústria.
O que você fazia antes de entrar para o universo pornô?
Trabalhava como professora de inglês antes de virar atriz. Até já fiz alguns filmes falando inglês, mas na hora H prefiro em português mesmo.
Você chega a ser reconhecida nas ruas?
Sim, gosto de ser reconhecida. Às vezes, sou reconhecida até no mercado, por exemplo, aí pedem para tirar foto. E eu fico feliz, claro. Ou estou passando na rua e gritam o nome de algum filme que eu fiz. E esse reconhecimento vem tanto dos homens quanto das mulheres.
Qual é o seu diferencial como atriz pornô?
Das cenas que participei gosto bastante de fetiche, de todo tipo. Acho que seria uma das minhas principais qualidade.
Como você imagina seu futuro?
Quero continuar trabalhando com pornografia. Ainda falta ganhar o prêmio de Melhor Atriz! E um dia gostaria também de escrever um livro, contando os bastidores do mundo pornô. Quem sabe, né?
E o que você acredita que tem que chama atenção dos produtores e do público?
Ano passado eu ganhei Melhor Cena de Fetiche e vibrei muito, me emocionei. Isso fez com que os produtores prestassem atenção em mim também, por que eles viram que eu queria vencer!

Extra – Globo