segunda-feira, 13 de junho de 2016

Preço do feijão assusta o Brasil; em feiras de Natal, preços vão de R$ 7 a R$ 12,00

graos-feijao-2Caiu na rede, é peixe. Ou melhor, é meme. E em tempos de crise e inflação alta, nada passa despercebido pelos internautas. O preço do feijão está cada vez mais salgado e o assunto foi destaque nos últimos dias no Facebook e no Twitter com imagens divertidas e muitas piadas.
E não é à toa. Enquanto a inflação oficial do país, o Índice de Preços aos Consumidor Amplo (IPCA), avançou 0,78% em maio, o feijão mulatinho subiu 9,85% e o carioca, 7,61% no mês passado. No ano, a taxa de inflação acumula 4,05%. Já o mulatinho ficou 37,44% mais caro e o carioca, 33,49%. A elevação dos preços desses dois tipos de feijão registrada nos últimos 12 meses é ainda mais expressiva: 48,78% e 41,62%, respectivamente. Já o IPCA avançou 9,32% no mesmo período, segundo dados do IBGE. Em feiras livres na capital potiguar, o feijão apresenta valores assustadores, com o tradicional preto chegando a ser vendido a R$ 7,00 o quilo, e o carioquinha a R$ 12,00(kg).
O grupo alimentação e bebidas avançou 0,78% em maio, mas de forma menos intensa do que o 1,09% registrado na passagem de abril para maio. O feijão mulatinho e o carioca foram o terceiro e o quarto itens que mais subiram no mês passado, atrás apenas da batata-inglesa, que ficou 19,12% mais cara de abril para maio e já acumula alta de 50,91% neste ano, e da cebola, com alta de 10,09%, subindo 31,29% no ano e 5,19% em 12 meses.

Com acréscimo de informações do Extra – O Globo


Blog do BG