segunda-feira, 13 de junho de 2016

Mulheres com a bunda grande geram filhos mais inteligentes, diz estudo

bunda
Um estudo da Universidade de Pittsburgh descobriu que o desenvolvimento do cérebro de um bebê depende dos suplementos de gordura que estão localizados nas coxas e bunda das suas mães, e a quantidade lá armazenada pode influenciar diretamente a inteligência dos seus filhos. “A gordura nestas áreas é um depósito de alguns componentes vitais para a construção do cérebro de um bebê”, afirmou William D.Lassek.
A gordura fornece um químico conhecido como ácido docosa-hexaenoico (DHA), que segundo Lassek é “um componente particularmente importante no cérebro humano”. É um ácido gordo Omega-3 que os bebês precisam para o desenvolvimento dos seus olhos e para o sistema nervoso do seu cérebro durante os primeiros seis meses de vida. A quantidade de gordura armazenada nessas zonas influencia, então, a inteligência e criatividade da criança.
Segundo o estudo, “a gordura na parte superior do corpo não é tão benéfica e a gordura da parte inferior do corpo tem efeitos positivos nos suplementos de ácidos gordos poli-insaturados que são essenciais para o desenvolvimento neurológico. Consequentemente, a relação cintura-quadril (RCQ), um substituto útil para a proporção de gordura na parte superior do corpo com a parte inferior do corpo, deve prever uma habilidade cognitiva nas mulheres e nos seus descendentes”. “Parece que as mulheres evoluíram para acumular estas gorduras e se manterem com elas – até um bebê chegar”.