sexta-feira, 3 de junho de 2016

Agentes do GOE descobrem túnel no pavilhão 3 de Alcaçuz e abortam fuga

Escavação foi descoberta sob o piso do pavilhão 3; detentos foram retirados das celas durante a revista (Foto: G1/RN)
Um túnel foi descoberto na tarde desta quinta-feira (2) sob o piso do pavilhão 3 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte. A unidade fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. Atualmente, a penitenciária abriga aproximadamente 1.100 detentos.
A escavação foi encontrada pelos agentes do Grupo de Operações Especiais, que pertence à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Segundo Leonardo Alves, diretor do GOE, a intervenção aconteceu em todos os pavilhões da unidade. Os detentos foram retirados das celas e ficaram no pátio da penitenciária. “A escavação estava bastante avançada”, ressaltou. Após a revista, o túnel foi concretado.
Intervenções
A revista realizada em Alcaçuz nesta quinta faz parte de uma série de intervenções coordenadas pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). A ordem é intensificar as revistas nos presídios do estado, trabalho que começou ainda na semana passada. “O objetivo é evitar qualquer possibilidade de fuga e reprimir a entrada de objetos proibidos nas unidades. “Impedir que os presos tenham acesso a telefones celulares, por exemplo, é evitar que crimes aconteçam. Também é nossa responsabilidade contribuir efetivamente com a segurança pública da população”, afirmou Virgolino.
No dia 20 de maio, agentes penitenciários com o apoio do Grupo Tático de Operações da PM fizeram uma revista no Complexo Penal de Pau dos Ferros, na região Oeste, e encontraram um alambique artesanal. O material estava dentro de uma das 16 celas da unidade. Também foram encontrados vários telefones celulares, facas artesanais e uma pequena quantidade de maconha.