sábado, 28 de maio de 2016

Servidores da saúde aprovam início da greve para 22 de junho


Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte aprovaram o início da greve da saúde estadual para o dia 22 de junho. A questão mais discutida durante a assembleia foi o tempo para a mobilização nos locais de trabalho. “A greve ja era pra ontem, mas temos que ver o ânimo do povo, o pessoal não tem ainda consciência dos ataques”, disse Agliberto, servidor da Unicat. Defendendo a proposta de iniciar a greve no dia 2, Jairo Laranjeira, servidor do Deoclécio Marques, questionou “o que estamos esperando? O governo está atacando sem parar, o que pode acordar a nossa categoria é a greve!”.
As duas propostas de datas para a greve foram defendidas e votadas e a ampla maioria aprovou a proposta da Direção do Sindsaúde, começando no dia 22 de junho. “Nós todos queremos greve, isso é um acordo entre nós. O que estamos discutindo é quando começar, para termos uma greve forte”, afirmou Rosália Fernandes, diretora do Sindsaúde. Pela proposta aprovada, até o início da greve haverá um amplo calendário de paralisações e atos, preparando o movimento grevista, e uma paralisação unificada no dia 02 de junho, em conjunto com o Fórum dos Servidores Estaduais.
“Nós tecnicos de enfermagem, sabemos o que é o preparo. Isso aqui é um preparo para a gente cair na greve de cabeça no dia 22!” disse Carlos Alexandre, técnico de enfermagem no HWG, concordando com a proposta de realizar uma grande mobilização antes do começo da paralisação.
Dentro da pauta de reivindicações da Campanha Salarial de 2016 está: calendário de pagamento dentro do mês, convocação de concurso público, atualização e pagamento das dívidas do Ipern e de precatórios, reajuste, tabela de qualificação, revisão da produtividade, isonomia no salário base, eleições diretas.
Agora RN