domingo, 22 de maio de 2016

Rivellino vê Brasil com futebol de Série B e quer seleção fora da Copa

Rivellino disse que futebol brasileiro precisa de mais uma "tragédia" para melhorar
Em entrevista ao programa “Esporte Fantástico”, da Record, o ex-jogador Roberto Rivellino defendeu que a seleção brasileira precisa ficar de fora de uma Copa do Mundo para que os dirigentes do país “abram o olho”. O ídolo de Corinthians e Fluminense defendeu que uma “tragédia” maior que o 7 a 1 para a Alemanha na Copa de 2014 precisa acontecer.
“O futebol que estamos jogando hoje no Brasil é um futebol da Série B, se não for da C. Gostaria de ver [a seleção] fora da Copa, porque aí vamos rever o futebol brasileiro. Para o bem do futebol, tem que ter uma tragédia. Já teve [a do 7 a 1] e eles não abriram o olho. Tomara que tenha uma tragédia maior, que seja a primeira vez a ficar fora da Copa”, opinou.
Também presente ao programa, o músico Toquinho criticou a atual geração de jogadores brasileiros e fez comparações com a seleção de 1970, que foi tricampeã mundial no México com Rivellino como titular.
“”Imagine você que em 1970 os cinco da frente eram 10. Hoje, não tem um. Nós estamos sem referência artista, futebolística e política. Hoje, [Brasil] é a quarta seleção da América do Sul”, disse Toquinho.
“A minha geração foi muito privilegiada, como a dele [Rivellino], também. Foi uma geração que veio de um Brasil maravilhoso, do cinema novo, da Bossa Nova, do Juscelino Kubitschek, de Brasilia, toda essa coisa. E o futebol também veio, emergiu essa geração nessa época”, completou o músico.
Atualmente, o Brasil está na sexta colocação das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018, fora da zona de classificação. Após seis jogos disputados, a seleção de Dunga está atrás de Uruguai, Equador, Argentina, Chile e Colômbia.


UOL