terça-feira, 17 de maio de 2016

História do Município

Aniversário18 de Maio
Fundação18 de Maio de 1959
Gentílico
japiense
Histórico

Em 1716, os Capitães Julião Borges de Góis e Manuel Pereira Machado receberam sesmaria no rio Jacu, em trecho correspondente ao atual município.
A localidade que era fazenda desde 1784, desenvolveu–se com grande movimentação pastoril agrícola, e a partir de construção da Capela de São Sebastião, surgiu o novo povoado em 1870, tendo à frente o Sr. João Batista Confessor.
Somente no século XIX, devido à movimentação agrícola e pastoril, e por iniciativa de João Batista Confessor nasceu a povoação que daria origem ao município, consolidada com a construção de uma capela dedicada a São Sebastião.
O topônimo Japi vem do nome dado pelos tupis xexéu. De ia-pu, o barulho, o ruído, o que faz rumor.
Gentílico: japiense
Localização
Japi está localizado na Região do Traíri,microrregião do Borborema Potiguar e na mesorregião do Agreste Potiguar, está a 134 quilômetros de distância da capital, na altitude de 284 metros acima do nível do mar, contando com uma área de 189 quilômetros quadrados de extensão, onde residem 5.610 pessoas, sendo 4.025 na zona urbana, e 1.585 no setor rural. O município limita-se com Santa Cruz, Tangará, São José de Campestre, São Bento do Traíri.
Fonte
IBGE; Terras Potiguares / Marcus César Cavalcanti de Moraes. – Natal (RN) : Editora Foco, 2007. – 3° Ed. 342 p.