segunda-feira, 4 de abril de 2016

Senador do PMDB defende realização de novas eleições presidenciais

Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu nesta segunda-feira (4) a realização de novas eleições presidenciais ainda neste ano como solução para a crise política enfrentada pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Em um discurso na tribuna do Senado, o peemedebista disse que “o clamor das ruas” formam a base de sua proposta.
“Não seria uma renúncia. Não seria um impeachment, mas, sim, antecipar as eleições presidenciais que aconteceriam agora em outubro próximo, concomitantemente com as eleições municipais”, disse o senador, que defendeu ainda a facilidade de se realizar o pleito já que o país estaria mobilizado para a votação de prefeitos e vereadores.
Segundo Raupp, sua proposta ainda não envolve a apresentação formal de uma emenda à Constituição. “Não é uma proposta formal. Não é uma PEC [Proposta de Emenda à Constituição] mas poderá, diante de um entendimento, futuramente, ser lançada não por mim, mas por um conjunto de senadores ou parlamentares do Senado e da Câmara aqui no Congresso Nacional”, disse.
“Resolvi trazer essa ideia porque, diante do cenário de grave crise política, é preciso que haja um gesto de grandeza no meio disso tudo. Acho até que não cabe ao Congresso apresentar um projeto para viabilizar a realização de novas eleições e por isso, cabe ao governo enviar uma proposta nesse sentido. Mas podemos começar a pressioná-los por isso”, afirmou Raupp à Folha antes de realizar o discurso em plenário.
Durante sua fala na tribuna, Raupp afirmou que, uma semana antes de o PMDB ter oficializado o desembarque do governo, o vice-presidente Michel Temer o confidenciou que “não quer ser presidente da República numa situação desta”, se Dilma realmente for obrigada a deixar o cargo.