terça-feira, 8 de março de 2016

Parabéns a todas as mulheres japienses!

Ser mulher já foi difícil devido o preconceito. Infelizmente em algumas partes do nordeste brasileiro o pensamento machista ainda predomina e muito.  Acho que as mulheres tem que fazer um exame de consciência e colocar cada vez mais em prática o querer ser independentes e livres. Já passou o tempo de mulher ser escrava.

Que os pensamentos arcaicos dos machistas possam “cair por terra”, e que cada brasileira, cada mulher japiense que ainda não se considera livre, possa dar um grito de liberdade cada vez mais alto.


Viva as mulheres!