sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Secretaria Estadual de Saúde não confirma morte de jovem por Zika no RN

Mais cedo, o Ministério da Saúde havia informado que um óbito na cidade de Serrinha tinha relação com o vírus.

Notícias veiculadas hoje foram uma “surpresa" para a Secretaria de Estado da Saúde Pública.

O dia começou com olhares atentos para o Rio Grande do Norte. A confirmação pelo Ministério da Saúde do primeiro caso de morte por Zika no Estado e terceiro no Brasil foi destaque nos principais jornais do país. Uma informação que a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), desmentiu na tarde desta quinta-feira (11) em coletiva de imprensa realizada na sede da Secretaria.


Por parte da pasta, as notícias veiculadas hoje foram uma “surpresa”. A coordenadora de Promoção à Saúde (CPS) da Sesap, Cláudia Frederico, explicou que existe um trâmite e que as notícias divulgadas pelo Ministério da Saúde são repassadas pela própria Sesap. "O Ministério da Saúde não investiga nada, nós que mandamos as informações para eles". 
Segundo Cláudia Frederico, foi constatado que a jovem que morreu na cidade de Serrinha em abril de 2015 tinha o vírus Zika, mas, que até o momento não foi confirmado que o vírus foi o causador da morte. "O laudo médico é que ela morreu de pneumonia", detalhou.
A previsão é que a investigação seja concluída em 60 dias. “Esse achado é muito importante do ponto de vista da investigação, mas devemos ser prudentes porque o processo investigativo é longo, ainda vai passar por outras fases até que seja concluído”, esclareceu.

O prefeito da cidade de Serrinha, Fabiano Teixeira, ressaltou que acompanhou a internação da jovem e passo a passo. Ele explicou que devido ao quadro clínico da jovem não foi feito um diagnóstico preciso. “É importante deixarmos claro que a causa da morte continua sendo investigada, para que a população de Serrinha e do próprio RN não entre em pânico”, disse.
nominuto.com