terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Quem se importa com o corpo do nordestino estendido na praia?


Trabalhador nordestino é assassinado numa tarde de domingo ensolarada, mas não atrapalha dia de praia em Florianópolis (SC). Jadson, morto a facadas, vendia queijo coalho; após assassinato, banhistas voltaram às atividades: compravam cervejas enquanto corpo ficou estendido no sol por 2 horas.