sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Presidente do PSB não vê motivos para Wilma deixar a sigla

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, falou hoje (29) sobre a reunião que teve com a ainda presidente do Diretório Estadual do partido, a vice-prefeita Wilma de Faria, e deixou claro que ela deve mesmo deixar a presidência da sigla, após 22 anos no comando. A definição sobre isso, no entanto, só vai acontecer na próxima segunda-feira (1º).

“Quero a opinião de todos para definir os rumos do partido na próxima segunda-feira”, afirmou Carlos Siqueira.

Na reunião, que ocorreu hoje pela manhã e teve duração de mais de duas horas, a vice-prefeita de Natal teria dito ao presidente do PSB que deixará o partido se perder mesmo a liderança da sigla no RN – substituída pelo recém-filiado Rafael Motta.

Carlos Siqueira, no entanto, disse não vê motivos para essa decisão de Wilma. “Fomos nós quem convidamos o deputado e quando aconteceu a filiação, nós estavamos com a governadora internada. Como temos um grande respeito por ela, fizemos a filiação, e eu disse: ‘governadora, trate da sua saúde, que é o mais importante agora e, após a sua recuperação, nós voltamos a conversar e discutir o papel de rafael motta no nosso partido'”.

Carlos Siqueira disse ainda que espera contar com a presença da vice-prefeita Wilma compondo os quadros do partido. “Não vejo nenhuma razão para ela sair do partido. Temos um quadro novo e a direção nacional vai se posicionar, mas espero que tenhamos o apoio dela”, afirmou.