quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Leituristas vão identificar possíveis focos do mosquito da dengue e zika

Funcionários de distribuidoras de energia que fazem a leitura do consumo de eletricidade nas casas e no comércio, chamados de leituristas, vão atuar para identificar, em todo o país, possíveis focos do mosquito aedes aegypti, que transmite a dengue e o zika vírus. A medida foi anunciada nesta quinta-feira (28) pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, e pelo presidente da associação das distribuidoras, Nelson Leite, em Brasília.

De acordo com Leite, o país tem cerca de 40 mil leituristas, que visitam casas e comércio todos os meses para verificar os medidores de consumo de energia. Eles trabalham com equipamentos eletrônicos onde informam os dados de consumo e que transmitem as informações automaticamente para as distribuidoras. Segundo o ministério, esses equipamentos vão contar a partir de agora com uma função para indicar que uma casa ou loja visitada tem possível foco do mosquito.