sábado, 30 de janeiro de 2016

Após perdão, imagem de padre Cícero entra em igreja católica pela 1ª vez

Os católicos fiéis a padre Cícero Romão Batista, considerado santo popular no Nordeste, celebraram um dia histórico neste sábado (30) em Juazeiro do Norte: pela primeira uma imagem do padre foi autorizada a entrar dentro de um templo católico, permitido após o perdão da Igreja ao padre. O evento ocorreu durante a romaria das Candeias, que atrai cerca de 300 mil católicos à cidade.

Padre Cícero morreu sem conciliação com a igreja católica após o caso conhecido como "milagre da hóstia", no final do século XIX. Segundo a crença popular, uma hóstia dada pelo padre Cícero virou sangue na boca de uma beata. A Igreja Católica afirmou que o padre interpretou de forma equivocada a teologia bíblica e foi proibido de exercer funções eclesiásticas.

Em dezembro de 2015, o Vaticano anunciou a reconciliação de padre Cícero com a religião. Com o perdão, não há mais fatores impeditivos para que o "santo popular" do interior do interior do Ceará seja beatificado ou canonizado, segundo o chanceler da diocese do Crato, Armando Lopes Rafael. Leia o resumo da carta em que o Vaticano declara reconciliação com padre Cícero.

"Houve certo erro por parte de igreja em condenar o padre Cícero, mas com esse perdão temos uma renovação na fé que o Papa Francisco nos convidar a celebrar", diz o padre Cícero José, da paróquia de Juazeiro do Norte.